quinta-feira, outubro 28, 2010

Da vida dos blocos

Uma experiência nos blocos dos pequeninos.

Etiquetas:

Márcio Salta e Pula/ Tabuaço

2 e 3/10/2010 fomos a tabuaço escalar, bober e comer. Escalamos mais do que o resto.


Taia num quinto


Lisete na mesma via


João


Manelito




Zérgio


Zé, ahhhhhhhhhhhhhh


Filipe Ascensão


Lisete


Magno


MC


Zérgio

Entre a escalada e o jantar com festa ainda ouve o paintball, algumas fotos em Stpesapeida, alguns poucos resistentes, tentaram ficar a escalar, em vez de irem mandar tiros. Havia uma ou outra via, muito muito resistente, que teimava em não cair. Mas insistimos até ao cair da noite e a via venceu...


O jantar com direito a bolinho para o menino que fazia aninhos


Márcio o anfitrião


A festa numa das belas casas do douro


O Zé na piscina, acho que a água estava fria...

no Domingo choveu nostalgicamente...

Meadinha 3/3 ...O Joni no Norte

25 e 26/09/2010

Naquele tempo o vício da Meadinha corria-nos nas pontas dos dedos. O Joni vinha para o Norte, queriamos que tivesse um fim de semana em grande.




Marco no segundo largo da "Escaleras al Cielo"


O estendal na parede, Sérgio na primeira reunião da "Cuellitropo", Marco no segundo largo da "Queles" e Sarah de segundo na "Cuellitropo".




Sérgio no segundo largo da "Cuellitropo"








Sarah e Taia no segundo largo da "Cuellitropo"






Joni no segundo largo da "Queles"


O Joni pensativo, - "ai que aquele passito era mitrado...a meadinha dá que fazer."


Joni e Marco no final

No final do dia a cereja em cima do bolo. As cordadass misturaram-se e a Sarah foi com o Sérgio ao primeiro largo da "Come Cocos", enquanto eu e o MC fomos ao primeiro largo da "Autopista"


Sérgio na "Come Cocos"




Sarah na "Come Cocos"


Sérgio e Sarah na"Come cocos"

No domingo ficamo-nos pela Assunção, trocamos os gratons pelos limonetes.

Até breve

Etiquetas:

Meadinha 2/3... Edelweiss

18/09/2010

Naquela época, o MC tinha viajado pelos Alpes e estava com espírito de montanha. Juntou-se a nós e fomos à Meadinha para fazer mais uma via. Escolhemos a Edelweiss que nos tinha sido aconselhada pelos aperturistas.


Marco no primeiro largo da Edelweiss, depois de subir-nos e descer-nos 2 ou 3 pedras demos com a entrada da via.


O primeiro largo, é uma fendinha diagonal que se pode realizar numa espécie de dulfer desiquilibrante, empurra literalmente para o abismo.

Para ganhar a fenda é necessário um passito duro. Facilita proteger na fenda e vir entrar pela placa, à esquerda um pouco mais abaixo.


Sérgio e Taia no final do primeiro largo



Sérgio no início do segundo largo.
O segundo largo tem uma espécie de slackline algo exposta.


Sérgio numa chaminé depois da slackline.





Marco na slackline , que é mais exposta para os segundos de cordada do que para o primeiro. Existe um ponto antes do passo duro. Se o primeiro cair está perto do ponto. Os segundos retiram o ponto para fazer o passito....


Marco no terceiro largo, placa de equilíbrio em grão de bico


Taia nas placas mitradas, este largo é preciso ter perícia po graton


Los gorditos nas placas


Taia e Sérgio na vegetação


Marco e Sérgio no último largo


Eu no cume


Todos no cume

Uma das poucas vias portuguesas na parede mais galega de Portugal


No final para acabar a stamina, fizemos uma visita ao 1º e 2º da K.K.



Sérgio no primeiro largo da K.K.

Até breve

Etiquetas: