domingo, julho 27, 2008

SUISSE 2008



Durante uma soalheira tarde de primavera, enquanto escalava na baía do mexilhoeiro com o meu amigo J Nunes, recebemos um telefonema de um amigo nosso lançando nos um convite a passar uns dias na casa dele, na Suiça, país onde se encontra a trabalhar.


yvorne

A coisa na altura até foi assim em titulo de brincadeira, mas passado uns dias o J Nunes enviou me um sms com uns preços de voos muito convidativos.
Lá nos decidimos a arrancar para uma mini rock trip helvética entre chocolates ,cerveja e champanhe.
Depois de tomar 36 calmantes e beber uma garrafa de whisky la consegui coragem para entrar na passarola da easyjet.
Com medo de ter problemas na passagem da alfândega, dividimos o magnésio em saquinhos pequenos e colámos com tape junto ao corpo.
Correu tudo como planeámos incluindo o elevado nível de flatulência durante o voo. (resultado dos nervos).
No primeiro dia visitámos 2 zonas distintas, uma de calcário e outra duma rocha pouco comum no nosso país – gneis
Claro que só para dar ideia estas escolas foram escolhidas apenas pela distância a que se encontravam de Clarens, cidade em que ficámos alojados, já que a escolha é difícil quando existem cerca de 300 sectores de escalada só neste cantão.

Yvorne – Muito perto de Martigny, esta zona é de calcário tem cerca de 80 vias divididas por 2 sectores, vias relativamente curtas no máximo com 25 mts.
Escalada muito divertida em placa ou vertical ,o calcário é compacto e muito babado.
Aproximação tranquila, cerca de 25 a 40 min, dependente dos sectores.
80 % das vias estão dentro do 6º grau


Yvorne



St-Triphon- Uma pedreira abandonada de gneis aloja esta escola com cerca de 60 vias com alturas que variam de 15 a 30 mts e maioritariamente dentro do 6º grau.
Para nós foi uma escalada muito estranha já que nunca tínhamos provado nada assim, predominam os aplates e pequenas regletes .
Requer habituação.
A aproximação é de 5 min .








st-Triphon

No segundo dia, e seguindo aconselhamento que pedimos previamente a alguns locals, rumámos em direcção a Villars-sur-Ollon para aquilo que mais me estimulava esta viagem em termos de escalada uma via de 500 mts de desportiva em ambiente alpino .

Miroir dÁrgentine- Magnifica parede Norte de calcário com cerca de 500 mts de altura, cota de inicio 1500 mts.
Tem 5 vias totalmente equipadas que oscilam entre o V e o 6º grau e com 12 a 14 largos.
Absolutamente Magnifico.
Aproximação bem empinada e de cerca de 1h e 30.





JNunes na entrada do 2º largo da via "remix"


4º largo




Nuno depois de ver o abismo










A repor baterias em Montreux


hidratação


No 3º dia, pouco ou nada se escalou, pois entre a ressaca do churrasco de sábado à noite e a chuva (coisa rara neste país) acabámos por apenas dar uns tiros em st-triphon ,já ao final do dia.

No 4º dia aproveitámos para comprar uns chocolates durante a manhã e embarcámos na dita passarola outra vez, para a mais alucinante viagem que alguma vez fiz, a primeira metade foi do género filme de terror, com os armários a abrir, malas a cair, passageiros a correr para o wc, e eu que tanto gosto de andar de avião… senti me dentro de uma centrifugadora ,levando a contração do esfíncter quase ao ponto de rotura muscular.

Resta nos agradecer a magnifica hospitalidade do Nuno da Vanessa e da Marta.


pôr do sol no lago Le man

4 Comments:

Blogger sesa said...

Fonix que inveja, uma verdadeira viajem de escalada. Eu e a Natália uma vez há muitos anos atrás fizemos uma actividade de gelo na Serra da Estrela com o Nuno e com a Vanessa, por isso são para nós grandes amigos, amigalhaços, vá lá... lembrem-se de nós e para a próxima estendam o convite.... eu prometo que como pouco e tal, vá lá.... please

11:39 da tarde  
Blogger teixas said...

Não há problema sergio,entretanto conheci la um casal que são colegas do Nuno,e eles têm um primo que vive sozinho e têm uma casa bue de grande,tenho a certeza que ele vai adorar receber-te lá...
Acho que se chama pierre e adora montanhas e montanhistas :-D
eu fiko em casa do nuno !

11:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ó Sérgio não vas na conversa do Teixa, cuidado com esse Pierre!!! :o)

O convite fica já publicamente estendido!
Não é um palacete, mas acho que cabem os 4 no quartito da Marta...além disso é sempre um prazer ver o Teixa rodeado de escuteiros! hehehe

Grande abraço aqui da Suiça para os abismados!
Nuno

10:48 da manhã  
Anonymous mc said...

Fim de semana com "estilo"!

Ps: Escalar numa pedreira na suíça? Queres especializar-te em pedreiras:)

Abraço

8:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home