terça-feira, fevereiro 07, 2012

Abismel, especial Meadinha


Mais um número fantasma da super revista "Abismel".
Avisamos que este número nunca sairá por falta de verba.

Até breve
AB

11 comentários:

Daniela Teixeira disse...

Falta de verba?
Mas vocês são do clube do nosso presidente?
EHEHEHE!

Muito cool!
Abreijos e até breve
Daniela

PS: quando é que esse coelho vem tomar banho ao Atlântico??

Ana M. Duarte disse...

Agrada-me a notícia de mais um feriado. Venham eles!
E a culinária? Quero ver essas receitas :-)
Bjjns

Anónimo disse...

Cá esperamos ansiosos esse novo número que não vai sair. Certamente não será de qualidade inferior ao próximo.
Abraço
João

Anónimo disse...

Sendo este um Projecto Alaranjado, tem tudo para ser viável. Solidário com o Coelho Trôpego, o nosso primeiro-ministro valeu-se das suas capacidades, e arranjou uma coelhinha para o nosso amigo, a Coelha Trôpiegas.
Consta também que irá surgir um imposto novo, o IMA. Este será um imposto sobre o material acrescentado. Quem for agora à Meadinha terá que comprar um chip para colocar nos expressos e se usarmos o material fixo acrescentado, toca a pagar. A vantagem afirma o governo, é que quem comprar este chip não necessita comprar o chip antigo que se tinha que instalar na cabeça.
A comissão de utentes já alertou para os problemas que podem surgir da implementação desta medida. Muitos para não pagarem, dizem que vão usar as protecções alternativas, e que poderá levar um acréscimo de cidadãos às urgências médicas. Grupos anónimos já começaram a danificar algum desse material acrescentado. Há quem diga que também querem cobrar imposto sobre o uso de material fixo em troços onde não há sequer alternativa. O ministro Fissuras Relvadas, já veio refutar a questão das protecções alternativas, aludindo que os utentes poderão sempre usar “nhunas” e fita-cola americana.

Além disto tudo, acho que há várias marcas interessadas em apoiar este projecto! Pelo que ouvi, além das já badaladas, o InContinente quer juntar o Coelho Trôpego à Leopoldina e à Popota, para dar as boas vindas ao mundo encantado do consumismo, onde há papões e cartões de despesa acumulada, e muitas falsas promoções…
MC

# disse...

...dasse MC! Obrigado pelas notícias! Abafou, já trabalhei o "six pack" para as próximas 2 semanas!!!
Aquele abraço
#

Ervilha disse...

Só falta um artigo sobre lavores e ponto de cruz em pé de via. Fica para a próxima edição.

A capa está top.

PRodrigues

sesa disse...

A barra de elevações da decathlon está inscrita no concurso de ideias para proteger na "Salo". Venham daí mais ideias originais!

Anónimo disse...

Que tal uns barrotes de madeira! Ou uns pneus de carro?! Se bem que acho que a melhor protecção na "Salo" é concentração ao máximo.
MC

Anónimo disse...

Eu sugiro, a 1/4 do lance colocar o Passos Coelho bem entaladinho e passar-lhe uma fita à volta do pescoço como protecção. Depois, a meio do largo, colocar o nosso presidente de caderneta, o Cavaco Silva com uma nova cinta à volta do pescocinho. Mesmo antes do final, colocar o Engenheiro de brincar José Socrates, passar-lhe a habitual cinta no pescoço, tocar na reunião (confirmando o encadene) e saltar para testar o material.

Paulo Roxo

taia disse...

MC no seguimento dos cartões e falsas promoções:

O mundo roda e tudo muda sem parar
Mas uma coisa permanece igual
A qualidade do granito na Meadinha
E que ela está em Portugal

Venha à Meadinha de Janeiro a Janeiro
Na Meadinha escala-se o ano inteiro

Tudo aqui é bem melhor
Tem de tudo e bem durinho
Tudo aqui tem a sua dor
Tudo é feito com medinho
Na Meadinha escala-se o ano inteiro
Além da qualidade e das vias à maneira
Ambiente Meadinha toda a diferença faz
Aqui na Meadinha o seu medo aumenta mais, mais e mais.

Venha à Meadinha de Janeiro a Janeiro
Na Meadinha escala-se o ano inteiro

Venha à Meadinha de Janeiro a Janeiro
Na Meadinha escala-se o ano inteiro

Meadinha, venha cá

Anónimo disse...

Escalar na Meadinha o ano inteiro? Onde é que eu já ouvi isso? :)
MC