quarta-feira, abril 30, 2014

Páscoa 2014 - Ataque ao coelho - 17, 18, 19 e 20 de Abril


Tomo I
Ir à Meadinha é como o regressar a casa de um menino depois de andar uma tarde fugido da mãe. Há um misto entre a alegria no voltar e o medo da reprimenda.

É claro que a Meadinha mãe, acolhe sempre de braços abertos, com o seu verde abundante e fragas escabrosas.

Já o Coelho Trôpego é que matreiro esconde sempre uma vergasta atrás das costas, para entre sorrisos e beijinhos dar uma fustigada de castigo. Habitante de fendas abertas, chaminés musgosas e placas arejadas. Aparece sempre de surpresa ao escalador incauto que se aventura nos seus domínios.

As vias do Pedro Pacheco e Irmão, são uma espécie de Rabadas/Navarro portuguesas. São vias abertas numa época em que os coelhos ainda não tinham dentes, sempre no melhor estilo. Abertas de baixo e sem o uso abusivo de expansivos.

Quando digo abertas de baixo, significa que o itinerário foi inaugurado, conquistado, limpo, e (quando necessário) equipado numa primeira escalada desde baixo. Rapelar e colocar previamente uma chapa numa secção que se adivinha difícil, ou também em rapel dar uma limpadela numa fenda mais suja. Não é abrir de baixo. Mesmo que depois de preparado (equipado e limpo), seja escalado de baixo. Aí diz-se que a via foi aberta por cima ou "equipada".


Chegamos já ia avançado o dia o Marco Cunha (MC) já lá andava a ver blocos intratáveis.
Optamos por uma via do P. Pacheco e F. Pacheco que ainda não conhecíamos, a "Outsider's"

outsiders
Outsider's
croqui retirado do site: http://www.meadinha.com/46.pdf

A Via começa na chaminé entre a "hermanos sio" e a "apláudeme nena".
Os dois primeiros largos percorrem a chaminé evidente, está limpa e oferece uma escalada interessante e bastante diferente da encontrada nas escolas "desportivas". Entalamentos em fissura, oposição em chaminé e bavaresa. De proteção fácil, encontra-se equipada em algumas secções com parabolts que não sabemos se são originais.

2º Largo



- olha aqui um puxador!

2º Largo da Outsider's


3º Largo da Outsider's
Proteções "à bomba" no 3º Largo
O 3º Largo termina após a espetacular chaminé comum à via "Duelo ao sol" também dos irmãos Pacheco.
Sequência da fantástica e estética chaminé do 3º Largo

Já não bastava a camisinha....
M.C. a esboçar poses Alex Hannold!




Início do 4º Largo da Outsider's



O 4ª Largo sai directo por placa até uma passagem de tecto bastante dura se feita em libre (6b+), que com as contas feitas desde o início calhou ao M.C.. E desemboca no grande pátio da "Autopista" ao lado da "Cabeça do Macaco".



Natália a resolver em "Artif" o tecto do 4º Largo


Chegamos já convenientemente tarde ao último largo, e optamos por não nos aventurar no aparente difícil e exposto largo. Ficará para uma próxima.

Saída já tarde, pela "Autopista"
As típicas retiradas do lusco-fusco!
"- eu gosto de talhar, bonecos na meadinha!
Talho à hora que quero porque a meadinha é Minha!..."
Anda por aí malta a fazer picadinhos...

Descemos já tarde e fomos cozinhar que nem só de granito vive o homem.

SEXTA-FEIRA 18 de Abril
Na sexta-feira que dizem ser santa, pensamos em fazer a "S" que dizem ser a via. Mas depois do primeiro largo, não reunimos "vontades" para continuar, o tempo estava quente e consenso geral era melhor rodar ainda mais um pouco para habituar o coelhinho à nossa presença.


O branco a entrar no vale.
1ª largo da famosa "S".
Fomos há "Mutantes" depois de fazer um largo de acesso variante da "Cuellitropo" (Coelho Trôpego)
Mutantes
Mutantes
Demos 1 pegue cada um à "Mutantes" mas ela não cedeu, uma via fantástica mas que nos pareceu fina para o grau proposto, talvez não ficasse mal o 6c. Uma escovadela na secção mais trick também irá ajudar a colocar melhor os pés.





M.C. na "Mutantes"

Sesa na "Mutantes"



Com carência de mantimentos, e com medo de não haver grandes abastecimentos no fim-de-semana, a Natália voluntariou-se para ir indo à frente até à pastelaria de Castro Laboreiro.
Ainda com energia eu e o M.C fomos aos dois primeiros largos da "Cânticos Pastais", que fizemos em livre, o MC o 1º e eu 2º largo. Descemos ainda a tempo de ir ter com a Natália e jantar uma bela posta e o famoso "Cábriiito, há que recarregar B12, muito carburada nestas andanças.

O Sábado e o Domingo foram passados descontraidamente a terminar trabalhos pendentes, com novidades no próximo relato.
Até breve.
AB

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Excelente!!! Que saudades da rainha das paredes. Quando fizemos a Outsiders (excelente via, aberta em muito bom estilo) também encontramos uns parabolts no primeiro lance que não fazem parte da via original. Foram colocados à posteriori para efeitos de "comercialismo". Ora vamos lá ver então mais news das novidades... "news das novidades"!! Abraços quentes.

Paulo Roxo

9:06 da tarde  
Blogger Bruno Gaspar said...

Como é bom ver um textinho sobre aventuras seja onde lá for neste enigmático blog. Vamos lá tirar o verdadeiro coelho da cartola...
Gostei de ver os "bros" em ação ;)
Muitos parabéns e obrigado por manter a chama bem viva
Abreijos
Bruno Gaspar

10:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home